Confira os sedãs compactos que chegarão em 2018

Posted on
Segmento terá três novos modelos e uma reestilização

O segmento de sedãs compactos terá importantes novidades em 2018. Serão três estreantes e uma renovação visual. O Volkswagen Virtus puxará a fila de novidades no fim de janeiro, pouco depois, em fevereiro, quem fará sua estreia é o Fiat Cronos. Ainda no primeiro semestre a Honda lançará o City de visual renovado. Já no segundo semestre, a Toyota apresentará o Yaris Ativ.

Volkswagen Virtus

O Volkswagen Virtus será lançado com motores 1.6 MSI e 1.0 TSI. As versões serão 1.6 MSI, 1.0 TSI Comfortline e 1.0 TSI Highline.

Desenho

Na dianteira, o sedã é idêntico ao Polo. No geral as linhas remetem a identidade visual da Volkswagen, Porém, a nova grade foge do padrão com uma barra mais grossa no encontro o capô e duas mais finas logo abaixo.

 

Lateral

De lado o Virtus fica mais interessante por conta dos vincos das portas e pela linha de cintura alta. Na traseira, a placa de identificação fica na tampa do porta-malas. As lanternas traseiras são horizontais e invadem a tampa do porta-malas. Na parte traseira, o sedã tem identidade própria o resultado final deixou o Virtus com visual mais acertado que o do Polo.

Motores

O Volkswagen Virtus será equipado com os motores 1.6 MSI e 1.0 TSI. O motor 1.6 MSI tem potência de 110 cv a 5.750 rpm e torque de 15,8 kgfm a 4.000 rpm com gasolina. Já com etanol no tanque a potência é de 117 cv a 5.750 rpm r torque de 16,7 kgfm a 4.000 rpm. Nessa opção, o câmbio será sempre manual de cinco velocidades.

Já as opções Comfortline e Highline serão comercializadas exclusivamente com o motor 200 TSI, sempre combinado à transmissão automática de 6 marchas.  O motor 1.0 TSI tem potência de 116 cv a 5.500 rpm e torque de 20,4 kgfm entre 2.000 e 3.500 rpm quando abastecido com gasolina. Já com etanol, a potência é de 128 cv a 5.500 rpm e o torque também é de 20,4 kgfm entre 2.000 e 3.500 rpm.

Tamanho

O Volkswagen Virtus tem 4,48 metros de comprimento; 1,47 m de altura; 1,94 m de largura (com retrovisores) e 2,65 m de entre-eixos. O Virtus tem aproveitamento de espaço interno de carro médio. Os passageiros do banco traseiro contam com bom espaço para as pernas, ombros e cabeça. O acesso ao banco traseiro é facilitado pelo bom ângulo de abertura das portas.

Capacidades

O tanque de combustível tem capacidade para 52 litros. Já o porta-malas tem capacidade para 521 litros.

Fiat Cronos

O sedã será produzido na Argentina e chegará ao Brasil no primeiro trimestre de 2018. Derivado do Projeto X6S, o Fiat Cronos terá entre-eixos maior que o do irmão Argo. Visualmente, o modelo manteve os mesmos faróis do Argo, porém, com novo para-choque com direito a grade superior e inferior exclusivas.

Motores

As versões Drive do Fiat Cronos contarão com o motor o 1.3 Firefly com potência de 101 cv 6.000 rpm e torque de 13,7 kgfm a 3.250 rpm rodando com gasolina e 109 cv a 6.250 rpm e torque de 14,2 kgfm a 3.500 rpm com etanol. No caso do propulsor 1.3 os câmbios serão o manual de cinco velocidades e automatizado GSR também de cinco posições.

Já as versões Precision serão equipadas com o motor 1.8 E.torQ que rende potência de 135 cv a 5.750 rpm e torque de 18,8 kgfm a 3.750 rpm com gasolina no tanque. Já com etanol a potência é de 139 cv a 5.750 rpm e torque de 19,3 kgfm a 3.750 rpm. Os câmbios podem ser o manual de cinco velocidades ou o automático de seis posições.

Versões

O Fiat Cronos (Argo Sedã) será comercializado somente com motores 1.3 e 1.8. O sedã será vendido nas versões 1.3 Drive, 1.3 Drive GSR, 1.8 Precision e 1.8 Precision AT6. Em termos de equipamentos de série o Fiat Cronos seguirá o padrão do Argo. A versão HGT está descartada para o sedã.

O sistema Start&Stop será de série em todas as versões. Já os controles de tração e estabilidade serão de série somente a partir da versão 1.3 Drive GSR.

Visual

Diferentemente do Argo, o Fiat Cronos tem novo para-choque com grade dianteira superior e inferior exclusivas. A grade principal conta com uma barra horizontal cromada com o fundo em formato colmeia. A inferior tem grade em formato de colmeia e os faróis auxiliares contam contornos cromados.

Traseira

O Fiat Cronos, o sedã terá a traseira curta, a exemplo do Chevrolet Prisma. As lanternas são horizontais e invadem bem as laterais do sedã, já a parte que se estende pela tampa do porta-malas tem formato mais fino. A tampa do porta-malas abriga a placa de identificação. Já o para-choque terá grande aplique preto em sua parte inferior deixando somente um filete pintada pouco abaixo da tampa.

De lado

Nas laterais, além do maior entre-eixos em relação ao hatch, o sedã Cronos tem portas traseiras exclusivas que avançam mais em relação a coluna C. Isso deve facilitar o acesso dos ocupantes ao banco traseiro. Com uma linha de cintura alta, um vinco sai dos para-lamas e segue na altura das maçanetas e segue até as lanternas traseiras.

Honda City

A Honda aposta em na pequena mudança visual e novos itens de série para que o City possa fazer frente aos novos concorrentes.

Segurança

Assim como Fit 2018, todas as versões do sedã passam a vir de série com o sistema de segurança VSA que conta controle de estabilidade, controle de tração e assistente de partida em rampas. A versão EX deverá vir de série com airbags laterais.

Direção elétrica

Outra mudança herdada do Fit 2018 será o novo sistema de direção elétrica. O sedã terá nova coluna de direção, caixa de direção e motor elétrico.

Visual

As mudanças visuais do Honda City serão pequenas. Na dianteira, mudam o para-choque, faróis, grade principal e inferior, além de novos faróis de neblina. A grade principal está maior e ganha entradas de ar em formato de colmeia e ainda conta com uma barra cromada na parte superior com o “H” da marca no centro.

Copiando o irmão Fit, os faróis das versões EX e EXL devem ganhar luzes DRL. Já a topo de linha deverá contar com faróis em LED e luzes DRL integradas ao conjunto ótico.

Na traseira, o Honda City terá novo para-choque mais vincado e com uma falsa saída de ar central. As lanternas mantém o mesmo formato ganhando apenas novas lentes.

Motor

O Honda City reestilizado manterá o mesmo conjunto mecânico. O motor 1.5 não terá mudanças e manterá a potência de 115 cv a 6.000 rpm e torque de 15,3 kgfm 1 4.800 rpm quando abastecido com gasolina e 116 cv a 6.000 rpm e torque de 15,3 kgfm a 4.800 rpm com etanol no tanque. A versão DX deve se manter como a única opção de câmbio manual, as demais continuarão a ser comercializadas com o câmbio CVT.

Sistema multimídia

O sedã também terá nova central multimídia de 7”. O sistema roda os formatos de áudio MP4, AAC, MP3, WMA e WAV e também de vídeo MP4, MKV e AVI. Ela também tem interface com os sistemas Android Auto e Apple CarPlay. A central também tem GPS com visualização em 3D. A central é item de série na versão EXL.

Toyota Yaris Ativ

A japonesa Toyota joga suas fichas no sedã Yaris Ativ que será produzido em Sorocaba (SP) juntamente com o Yaris (hatch) e a linha Etios. O sedã será construído a partir da plataforma EFC (Entry Family Car). Por aqui, o Yaris Ativ usará o motor 1.8 do Corolla e há estudos para também se servir do 1.5 da linha Etios. O Toyota Yaris Ativ será lançado no Brasil no último trimestre de 2018, pouco depois do Yaris (hatch) que chegará ao mercado em agosto.

Visual

Na dianteira, o Toyota Yaris Ativ tem faróis estreitos unidos pela grade que segue a atual identidade visual da marca. O para-choque tem grande entrada de ar inferior e abriga ainda luzes DRL e faróis auxiliares em suas extremidades.

De lado, o sedã tem linha de cintura alta e as portas contam vincos na parte inferior e superior. A porta traseira tem vidro vigia para permitir que o vidro traseiro desça totalmente.

Já a traseira do Yaris tem lanternas estreitas que invadem as laterais e a tampa do bagageiro. A lanterna é iluminada por LED´s e a placa de identificação está alojada na tampa do porta-malas.

Suspensão

O sedã tem suspensão dianteira do tipo MacPherson com barra estabilizadora. Já a traseira é composta por eixo de torção, molas helicoidais e barra estabilizadora. O sistema de freios é a disco na dianteira e a tambor na rodas traseira.

Tamanho

O Toyota Yaris Ativ tem 4,43 metros de comprimento, 1,73 m de largura, 1,45 m de altura e 2,55 m de entre-eixos e o tanque de combustível tem capacidade para 42 litros.

Segurança

No quesito segurança, o Yaris Ativ vem equipado no mercado tailandês com controle de estabilidade (ESP), controle de tração (TC), assistente de partida em rampa (HSA) e sete airbags (frontais, laterais, cortina e joelho). Esses itens devem ser replicados nos modelos nacionais.

Motor e câmbio

Por aqui, a linha Premium da Toyota deverá usar o motor 1.8 do Corolla atual. O propulsor rende potência de 144 cv a 6.000 rpm quando abastecido com etanol e 139 cv a 6.000 giros, com gasolina. O torque máximo nesta configuração é de 18,6 kgfm (com etanol) e 17,7 kgfm (com gasolina), sempre a 4.800 rpm. Os câmbios serão o manual de cinco velocidades e o automático do tipo CVT Multi-Drive.

O Yaris também poderá receber o motor 1.5 usado pelo Etios. O propulsor 1.5 rende potência de 102cv (gasolina) e 107cv (etanol) e torque é de 14kgfm (gasolina) e 14,4kgfm (etanol). Nesse caso, os câmbio são o manual de seis velocidades e o automático de quatro posições.

Fotos | Volkswagen/Divulgação, Fiat/Divulgação, Honda/Divulgação e Toyota/Divulgação